Menina de conteúdo

1f27f99206c245c780d9977fa0c45719

Por que nenhum dos meus relacionamentos dá certo? Talvez esta seja uma das perguntas mais recorrentes entre as garotas (as que conheço e a que já fui). E, desde sempre, minha teoria é a mesma – e vem se comprovando ao passar dos dias. Menina que tem amor é menina que tem conteúdo. Rolo que vira namoro é porque tem aqueles componentes básicos: conversas até cair a noite, gargalhada sem pudor, gosto de músicas e livros em comum, ou, ainda, discussão sobre músicas e livros diferentes. Rolo que vira namoro é porque tem conteúdo.

Essa palavrinha – conteúdo – está super na moda. No mundo das redes sociais, é só o que se fala por aí. De fato: para se destacar na(s) rede(s) é preciso ser interessante. Escrevi um livro cujos personagens, o Pedro e a Rafa, começam a história se detestando. Quando, então, começam a refletir sobre ser adolescente, descobrem várias afinidades. Resultado? Segredo, mas uma pista: ele, que a achava uma garota boba sem assunto, e ela, que o achava um nerd nada divertido, descobrem ter muitas vontades iguais. O elo? Ele mesmo: o conteúdo, o ingrediente que faz o papo render.

Eu sei que vocês já usam o Snapchat há mais tempo do que eu. Mas, nem por isso, me desconsiderem. O que importa, aqui, é o que vamos gravar e mostrar. O que temos para dizer ao mundo? E o que ele tem para nos dar em resposta? Somos consequência dos nossas ações e palavras. Somos espelho que reflete imperfeições e singularidades. A beleza exterior é reflexo da interior. Já ouvimos isso centenas de vezes, não é mesmo? Pense agora sobre o que a faz especial. A paixão pela dança? A voz afinada? O talento para o esporte? A escrita que flui fácil? Qual é o seu conteúdo? Aquele que só você pode compartilhar?

Eu sei que na sua agenda já existem mil afazeres por conta da escola e mais ainda na de quem trabalha. No entanto, acredito muito na força de vontade que os grandes têm: aqueles que tiram um tempo para colocar suas outras paixões em prática. E, só na prática, para os nossos maiores sonhos se revelarem.

Invistam na saia nova, na bolsa, no sapato (alguma doida, como eu, pelo último item?). Mas invistam também no livro, na revista, no blog (o de moda e o de notícias). Conteúdo se cria buscando, não nasce sozinho. E fica para sempre.

Eu vivo repetindo uma frase por aí (quem me segue, sabe): Ler é poder, já disse o francês Jean-Paul Sartre. O único poder que ninguém nos tira!

Vai lá, menina de conteúdo. E conquiste o amor próprio e o do gato, que vai ficar fã de você, curtir sua foto, adicionar no Whats, seguir no Snap e, quem sabe, oficializar o namoro. <3

Annie Müller – 20.08.2015

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>